PREFEITURA CRIA MAIS 10 CARGOS COMISSIONADOS .

27/03/2017

 

O governo de Mato Grosso do Sul procura se adaptar em meio a crise com a redução de secretarias e extinção de cargos comissionados. A Assembleia Legislativa de MS após escândalo que se envolveu na suspeita de empregar funcionários fantasmas, busca agora se adequar ao tamanho da crise demitindo um grande número de comissionados. Assim, Governo e Assembleia Legislativa se ajustam ao tamanho da máquina administrativa a fim de manter a governabilidade e seus compromissos em dia.

 

Estes ajustes têm acontecido em grande parte das cidades do Estado de MS, inclusive sob orientação do MINISTÉRIO PUBLICO, que como fiscal da lei está atento aos gastos desnecessários dentro dos municípios e inclusive com o aumento de cargos comissionados.

 

Em Maracaju não existe esta preocupação, já que em 2014, o prefeito realizou um concurso publico oferecendo 134 vagas e até o dia de hoje já convocou 435 pessoas.

 

Para demonstrar ainda mais a tranquilidade do Município de Maracaju, o Prefeito realiza um PROCESSO SELETIVO oferecendo 217 vagas de cargos temporários.

 

No período de crise que assola o País, deveria haver controle de gastos do poder publico e até mesmo redução de cargos, a Câmara de vereadores de Maracaju aprovou e o Prefeito Dr. Maurílio Azambuja sancionou no Diário Oficial a criação de 10 cargos comissionados com salários de R$ 3.000,00 e R$ 3.500,00 reais. Com a criação destes, aumenta-se a folha em R$ 30.500,00 reais ao mês.

 

Além destes 10 cargos comissionados, foi publicada também a criação de mais 128 cargos efetivos, o que vai onerar a máquina em R$ 209.063,00 mensais.

Vale ressaltar que nesse ano os salários de prefeito, vice-prefeito, secretários, procurador e controlador geral tiveram aumento aprovado pela Câmara, elevando os gastos em R$ 42.492,77 mensais.

 

No total de 10 cargos comissionados, 128 cargos efetivos e aumento de salário de prefeito e secretários, a despesa do município aumentou em R$ 282.055,50 (duzentos e oitenta e dois mil, cinquenta e cinco reais e cinquenta centavos) sem falar naqueles que serão chamados para o PROCESSO SELETIVO TEMPORÁRIO.

 

Qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento em economia e finanças percebe o quadro econômico difícil o qual vivemos. Não precisa nem ler revistas e relatórios de consultorias especializadas, basta fazer suas compras mensais em qualquer supermercado.

 

MAS EM MARACAJU O PREFEITO NÃO ESTÁ PREOCUPADO, POIS A ARRECADAÇÃO MENSAL DO MUNICÍPIO GARANTE A ELE ESTA TRANQUILIDADE!

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MS: GIOVANA VARGAS é cogitada para assumir a Secretaria Estadual de Cultura

26.10.2020

1/18
Please reload

Juiz “INDEFERE” candidatura de SÉRGIO HARFOUCHE

27/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload