Assembleia começa a exonerar comissionados na sexta, anuncia Mochi

Concursados começam a ser convocados em abril

As exonerações dos servidores comissionados da Assembleia Legislativa devem ser publicadas no Diário Oficial da Casa de Leis já nesta sexta-feira (31). A medida faz parte da reforma administrativa da Casa de Leis, que demitir servidores, vai rever o plano de cargos e carreiras dos trabalhadores.

 

O Projeto de Lei que prevê a reformulação interna da Casa foi aprovado pelos deputados à sua redação final na sessão ordinária desta quarta-feira (29).

Feitas as exonerações, o presidente da Assembleia, deputado estadual Junior Mochi (PMDB), explica que na próxima segunda-feira (3), alguns servidores, necessários para o funcionamento dos trabalhos internos deverão ser renomeados, até que a convocação dos servidores concursados seja concluída.

 

“Não tem como tirar quem já conhece o ritmo de trabalho, não podemos parar os trabalhos da Casa. Para garantir uma transição tranquila alguns servidores exonerados na sexta-feira devem voltar automaticamente”, afirma. O prazo para a publicação das reconvocações é até o dia 20 de abril.

 

Mochi explica ainda que nos dias 10 e 11 de abril serão feitas as avaliações dos aprovados no concurso da Assembleia que se declararam negros e índios. No dia 12 será comprovada a veracidade daqueles que informaram ter algum tipo de deficiência. Depois disso, segundo o presidente, entre final de abril e começo de maio a convocação dos concursados começa a ser feita.

 

“Estamos analisando todos os setores da Casa, vendo quantos são necessários e, conforme a necessidade vamos convocando”, disse.

 

O prazo para concluir a convocação dos aprovados no concurso é de até dois anos, porém, Mochi acredita que todos devem ser efetivados até o começo de 2018.

 

Nas contas da presidência do legislativo estadual, a economia mensal ao fim da reforma deve chegar a cerca de R$ 330 mil por mês, quase R$ 4 milhões ao longo do ano.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: vereador exige a liberação do “CACHOEIRA”

21.10.2020

1/18
Please reload

A partir do recebimento da denúncia, STJ pode afastar REINALDO AZAMBUJA a qualquer momento

16/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload