Prefeito e vice podem ser processados e se tornar inelegíveis por empregar parentes em Sidrolândia.

31/03/2017

Ascoli (esquerda) e o vice Wellison Hernandes, podem perder os cargos em Sidrolândia.

 

 

Campo Grande (MS) - Eleito para governador Sidrolândia, o prefeito Marcelo Ascoli, do PSL e o vice  Welliso Hernandes, tem cedido cargos para familiares. De acordo com denuncia da Imprensa de Sidrolândia, a cunhada, Simone da Gama Reis, passou a ser coordenadora executiva com salario base de R$ 3.800 e com a gratificação sobre para, R$ 6 mil.

 

Outra agraciada, Jaice Cirino Centurião, era secretaria de Gabinete e agora coordenadora do Executivo de Sidrolândia com salário de R$ 6 mil. A namorada do irmão (futura cunhada) do vice-prefeito Wellison Hernandes, a dentista Vanessa Figueiredo Pieri, foi contratada para atuar na Unidade Básica de Saúde do Assentamento Eldorado, onde cumprirá jornada semanal de 40 horas, com salário de R$ 4.863,26.

 

O irmão do vice-prefeito,  o educador físico Hudson Muchiutti foi nomeado chefe da Divisão de Apoio da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, cargo que lhe assegura uma remuneração de R$ 3.580,00. A namorada do vice, Roberta Zamprogna, assistente administrativa concursada, garantiu 50% de gratificação. Na Secretaria de Infraestrutura, Francisco Gaúna, garantiu duas gratificações (a da função gratificada e de dedicação exclusiva) e garantiu a nomeação da filha, Sabrina Gaúna, como auxiliar de serviços gerais para atuar na mesma Secretaria. Sabrina também foi premiada com gratificação para melhorar a remuneração.

 

O Outro lado; A  Rádiowebms tentou por várias vezes ouvir o prefeito Marcelo Ascoli, a assessoria do executivo foi  comunicada e não retornou as ligações.

 

O Advogado Douglas Barbosa especializado em direito Público, diz que não existe ainda uma lei que trata do nepotismo. E que são permitidas nomeações e cargos de natureza política. E que no caso de Sidrolândia o nepotismo é evidente. Douglas destaca que casos de nepotismo deve ser investigado pelo ministério Público,  e  que a denuncia pode ser feita por qualquer cidadão.

 

Além o advogado especializado em Direito público, a RW ouviu  o ex juiz Eleitoral e advogado Constitucionalista, André Borges. Borges é  categórico e anuncia as penalidades que o prefeito e vice de Sidrolandia Podem sofrer. E até perder seus mandatos e ficar inelegíveis. Os advogados orientam ainda sobre o nepotismo cruzado quando as indicações são feitas pelos poderes,  para tentar enganar a justiça.Campo Grande(MS) - Eleito para governador Sidrolândia, o prefeito Marcelo Ascoli, do PSL e o vice Welliso Hernandes, tem cedido cargos para familiares.

 

De acordo com denuncia da Imprensa de Sidrolândia, a cunhada, Simone da Gama Reis, passou a ser coordenadora executiva com salario base de R$ 3.800 e com a gratificação sobre para, R$ 6 mil e 20. Outra agraciada, Jaice Cirino Centurião, era secretaria de Gabinete e agora coordenadora do Executivo de Sidrolândia com salário de R$ 6 mil.

 

A namorada do irmão (futura cunhada) do vice-prefeito Wellison Hernandes, a dentista Vanessa Figueiredo Pieri, foi contratada para atuar na Unidade Básica de Saúde do Assentamento Eldorado, onde cumprirá jornada semanal de 40 horas, com salário de R$ 4.863,26.O irmão do vice prefeito, o educador físico Hudson Muchiutti foi nomeado chefe da Divisão de Apoio da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, cargo que lhe assegura uma remuneração de R$ 3.580,00.

 

A namorada do vice, Roberta Zamprogna, assistente administrativa concursada, garantiu 50% de gratificação. Na Secretaria de Infraestrutura, Francisco Gaúna, garantiu duas gratificações (a da função gratificada e de dedicação exclusiva) e garantiu a nomeação da filha, Sabrina Gaúna, como auxiliar de serviços gerais para atuar na mesma Secretaria.

 

Sabrina também foi premiada com gratificação para melhorar a remuneração. O Outro lado; A Rádiowebms tentou por várias vezes ouvir o prefeito Marcelo Ascoli, a assessoria do executivo foi comunicada e não retornou as ligações.

 

O Advogado Douglas Barbosa especializado em direito Público, diz que não existe ainda uma lei que trata do nepotismo. E que são permitidas nomeações e cargos de natureza política. E que no caso de Sidrolândia o nepotismo é evidente.

 

Douglas destaca que casos de nepotismo deve ser investigado pelo ministério Público, e que a denuncia pode ser feita por qualquer cidadão.

 

Além o advogado especializado em Direito público, a RW ouviu o ex juiz Eleitoral e advogado Constitucionalista, André Borges. Borges é categórico e anuncia as penalidades que o prefeito e vice de Sidrolândia podem sofrer. E até perder seus mandatos e ficar inelegíveis.

 

Os advogados orientam ainda sobre o nepotismo cruzado quando as indicações são feitas pelos poderes, para tentar enganar a justiça.

 

OUÇA: Prefeito e vice podem ser processados e se tornar inelegíveis por empregar parentes em Sidrolândia.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Em nova pesquisa, LENILSO CARVALHO (MDB) lidera disputa à prefeitura de MARACAJU

27.10.2020

1/18
Please reload

Juiz “INDEFERE” candidatura de SÉRGIO HARFOUCHE

27/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload