Advogado levado coercitivamente para depor na Polícia Federal, já recebeu meio milhão de reais da Prefeitura de Maracaju

16/05/2017

André Puccinelli Júnior mantém contrato com a Prefeitura de Maracaju para prestar consultoria jurídica.

O advogado e professor universitário André Puccinelli Júnior que foi conduzido coercitivamente para depor na sede da delegacia de polícia federal nas primeiras horas da manhã do dia 11/05/2017, (midiamax), visto que seu nome apareceu na investigação em virtude da compra de livros jurídicos de sua autoria por uma empresa de outro ramo, que depois doou ou teria doado o material para um sócio do advogado, é prestador de serviços ao município de Maracaju.

 

No site de transparência de Maracaju consta que o advogado André Puccinelli Jr. recebeu da prefeitura o valor de R$ 462.500,00 (quatrocentos e sessenta e dois mil e quinhentos reais) referentes a SERVIÇOS DE CONSULTORIA.

2014 - R$ 125.000,00.

2015 - R$ 112.500,00.

2016 - R$ 175.000,00.

2017 até o mês de maio - R$ 50.000,00.

 

A prefeitura de Maracaju conta com um corpo jurídico dos mais conceituados em sua ASSESSORIA JURÍDICA, porém, insiste em contratar escritórios de advocacia de outros municípios.

 

Sem falar naqueles advogados qualificados que residem em Maracaju e estão aptos para prestar serviços jurídicos, porém, não tem essa oportunidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: hoje, apenas 07 partidos estão aptos para confirmar pré-candidaturas a prefeito

5.7.2020

1/18
Please reload

Reinaldo Azambuja nomeia ex-secretário de MANDETTA com salário de R$ 15.888,47

02/07/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload