Após polêmica, proibição de aglomeração no Parque dos Poderes é revogada em MS

31/08/2017

Por:

Todos os deputados assinaram requerimento contestando norma, alegando que fere direito constitucional de ir e vir do cidadão. Outros pontos do decreto continuam valendo.

Depois da polêmica que surgiu sobre o decreto que regula o uso do Parque dos Poderes, o governo de Mato Grosso do Sul decidiu revogar a proibição de aglomerações sem autorização da Secretaria de Governo. Informação foi confirmada pela assessoria do governo no fim da tarde desta quarta-feira (30), no mesmo dia em que o decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado.

 

A revogação vai ser oficializada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (31). O trecho revogado, que integra o artigo 2º sobre proibições nos canteiros, rotatórias, vias públicas de circulação, estacionamentos e os logradouros públicos, é:

“V - a realização de concentração de pessoas, eventos ou reuniões, independentemente de sua finalidade, sem prévia autorização da Secretaria de Estado de Governo”.

 

Decisão do Executivo sul-mato-grossense ocorreu depois que a Assembleia Legislativa contestou a publicação, alegando que a norma feria o direito constitucional de ir e vir do cidadão. Todos os deputados assinaram um requerimento e o pedido foi atendido no fim da tarde.

 

Outros pontos do decreto, no entanto, continuam valendo. Entre eles, a proibição do uso de equipamentos sonoros e de fogos de artifício. Os objetivos, de acordo com a publicação, são preservar a fauna existente na região e dar tranquilidade para servidores e populares atendidos nos prédios dos três poderes.

 

Fonte: G1 MS

Foto: Edemir Rodrigues/Subcom Governo de MS

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: vereador exige a liberação do “CACHOEIRA”

21.10.2020

1/18
Please reload

A partir do recebimento da denúncia, STJ pode afastar REINALDO AZAMBUJA a qualquer momento

16/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload