Justiça barra contratação de temporários e quer que prefeitura priorize professores concursados

MPE moveu ação pública e viu ilegalidade nas contratações

 

MPE quer que prefeitura convoque aprovados em concurso.

 

A Justiça proibiu a prefeitura de contratar professores temporários em Campo Grande. A decisão atende pedido do Ministério Público Estadual, que alega que o executivo não convoca os profissionais aprovados em concurso público. 

 

A decisão é do juiz Alexandre Antunes da Silva, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande. 

 

Na Ação Civil Pública, o Ministério Público apontou a ilegalidade praticada pela administração pública ao realizar mais de duas mil e trezentas contratações de servidores sem concurso público.  

 

De acordo com o Promotor de Justiça Adriano Lobo Viana de Resende, titular da 29ª Promotoria de Justiça, as contratações não são para suprir afastamento temporário de professor titular, mas sim contratações de professores para vagas disponíveis e não lotadas por qualquer outro servidor. 

 

Fonte: Topmidianews

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: ex-prefeito CELSO VARGAS (inelegível) declara apoio a MARCOS CALDERAN

24.10.2020

1/18
Please reload

ANTÔNIO JOÃO: Juíza “indefere” registro de 12 candidatos do PSDB

23/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload