MARACAJU: Não atendimento dos bombeiros gera descontentamento nas redes sociais

05/02/2018

O incêndio na figueira foi apagado pelo caminhão pipa da prefeitura.

A FIGUEIRA, árvore centenária e tradicional em Maracaju, localizada próxima a Rodoviária Nova na BR 267 foi alvo de incêndio nesta sexta feira, 02/02, e até o momento, não se sabe se foi um acidente ou ato criminoso.

 

Numa página da rede social Facebook, um cidadão publicou um vídeo onde relata que ligou para o CORPO DE BOMBEIROS informando o incêndio na figueira mas foi informado que não havia viatura disponível, e para confirmar a veracidade, foi até o quartel do CORPO DE BOMBEIROS da cidade. Assistam ao Vídeo Abaixo.

 

Ocorre que este incidente gerou RECLAMAÇÕES de ambas as partes, ou seja, CONTRA e a FAVOR do CORPO DE BOMBEIROS. Confira os comentários na Galeria de Imagens.

 

Os comentários foram de todos os tipos, dizendo que a culpa é do prefeito, do rapaz que filmou e não foi apagar o fogo, que seria uma conspiração, que a figueira estava atrapalhando uma obra de mobilidade e que a mangueira do Corpo de Bombeiros vazava água, ou seja, sem manutenção e até mesmo aqueles que cobram uma ação do Ministério Público.

 

Em contrapartida, o CORPO DE BOMBEIROS publicou NOTA dizendo que durante o incêndio, a guarnição estava atendendo outra ocorrência que envolvia vítima na rodovia sentido Itaporã.

 

Após o atendimento próximo de Itaporã, o CORPO DE BOMBEIROS chegou ao local do incêndio na figueira para finalizar o serviço iniciado pelo caminhão da prefeitura.

 

De fato, o CORPO DE BOMBEIROS tem prestado sim um bom atendimento na cidade de MARACAJU, mas o comentário de um cidadão pode resumir o que aconteceu:

 

“Infelizmente o incidente da árvore expôs uma fragilidade dos nossos bombeiros. Que atendem uma região enorme e não tem efetivo para tal”.

 

Eis a questão:

O CORPO DE BOMBEIROS de Maracaju está preparado para realizar atendimentos simultâneos?

 

É o caso de nossas autoridades, PREFEITO, VEREADORES, Ministério Público e o Conselho de Segurança de Maracaju (CONSEMA) começarem a discutir sobre esta possibilidade, afinal, Maracaju é uma cidade próspera e principalmente hospitaleira, ou seja, a cada dia recebe mais cidadãos, o que aumenta a população e exige mais do município em todas as áreas de segurança.

 

O Major Bruno, Comandante do 13º SGBM de Maracaju é o presidente atual do CONSEMA e no ato de assinatura de um convenio com a Prefeitura, que estará repassando R$ 10.000,00 (dez mil reais) mensais ao CONSELHO, disse a seguinte frase:

 

“O repasse mensal ao CONSEMA permitirá que os órgãos da segurança pública trabalhem com 100% da sua capacidade operacional, resultando em um melhor atendimento à comunidade maracajuense.”

 

O Conselho de Segurança de Maracaju é composto por 2 Promotores de Justiça, pelo Comandante do 13º SGBM/Ind., pelo Comandante da 2ª CIPM, pelo Delegado de Policia Civil, 1 representante da OAB/MS e 1 Contador, que atua como tesoureiro.

 

Confira as imagens:

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Proibida de participar de licitação, empresa ganha pregão de R$ 60 milhões com a SEFAZ-MS

11.7.2020

1/18
Please reload

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA: de “MARIDO” para “MULHER”

11/07/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload