MARACAJU: vereador DENUNCIA presidente da ASSEMA por alugar terreno doado pela Prefeitura

22/03/2018

O vereador Catito usou a tribuna para denunciar HÉLIO ISIDÓRIO VIEIRA, do Auto Vidros Maracaju (Presidente da ASSEMA), por alugar terreno doado.

O vereador afirma que o senhor Hélio Vieira ganhou um terreno no conhecido Polo Industrial do Município de Maracaju em 2011 e ao invés de construir para o uso de sua empresa (pré-moldados), alugou o referido terreno pelo valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 6.000,00 (seis mil reais).

 

Catito declara que em Maracaju existem muitos empresários que gostariam de ter uma oportunidade para investir, mas tem dificuldades por falta de terrenos.

 

Enquanto isso, existem quase 100 terrenos para serem liberados no Polo Industrial aguardando DECISÃO JUDICIAL há mais de 05 anos.

 

Diante disso, chegou à Casa de Leis uma denúncia de que o referido terreno estava sendo alugado por uma pessoa que mexe com colheitadeira e este mesmo afirmou ao vereador Catito que alugou o terreno do Senhor Hélio, sendo que a própria Renata,  secretária de desenvolvimento, confirmou.

 

Para completar, o senhor Hélio ainda disse ao vereador Robert que o Catito queria tomar seu terreno para doar a um chegado seu.

 

Catito deu um recado ao Senhor Hélio na tribuna: “Eu queria dizer pra ele que eu não dou terreno, quem dá é o prefeito”.

 

Acontece que em 2016 a Secretária de Desenvolvimento pediu a retomada deste terreno, já que existem cláusulas que proíbem o aluguel de terrenos doados, e ainda dão prazo de 90 dias para iniciarem a construção.

 

Ocorre que no ano passado, em 02/08/2017, essa cláusula foi modificada e enviada ao cartório, cessando todos os ônus a serem cumpridos. O que supostamente BENEFICIOU o Senhor HÉLIO ISIDÓRIO VIEIRA do Auto Vidros Maracaju (Presidente da ASSEMA).

Ademais, o vereador comunicou ao presidente Hélio Albarello que irá solicitar ao departamento jurídico da Câmara de Vereadores quais foram os argumentos que a prefeitura usou pra tirar o ÔNUS, liberando o terreno para o Hélio, já que todos têm direitos iguais, e neste caso, ele foi beneficiado.

 

“Eu acho um absurdo, senhor Presidente, se isso ficar impune,... Aí uma pessoa ganha uma doação do município e cobra aluguel, aluga pra outro...”afirmou o vereador Catito.

 

O vereador Laudo falou que se o jurídico do Município fez a liberação das condições deste terreno, “isto é uma AFRONTA a esta Casa de Leis, eu entendo que se concretizado, se for verídico estas informações, o secretário tem que ser chamado a esta Casa de Leis para prestar esclarecimentos. Quem ganhou terreno e não fez bom uso, tem que devolver para o município”.

 

 

Em resposta ao seu colega Laudo, Catito disse: “Obrigado vereador pelo aparte, mas eu estou aqui com a cópia da matrícula, então,  não tem como não ser um negócio que não seja verdadeiro”.

 

Confira na Galeria de imagens abaixo:

Assista a denúncia do vereador Catito na íntegra

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MS: GIOVANA VARGAS é cogitada para assumir a Secretaria Estadual de Cultura

26.10.2020

1/18
Please reload

Juiz “INDEFERE” candidatura de SÉRGIO HARFOUCHE

27/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload