TRE-MS rejeita candidatura de João Grandão e mais 11 candidatos a deputado

08/09/2018

Confira quem são os candidatos que tiveram o registro indeferido.

 

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) indeferiu o registro de candidatura de 12 postulantes a deputado federal e deputado estadual nas eleições deste ano em Mato Grosso do Sul.

 

Entre eles está João Grandão (PT), que tenta manter sua cadeira na Assembleia Legislativa por mais quatro anos.

 

A Procuradoria Regional Eleitoral pediu a impugnação da candidatura com base na “Lei da Ficha Limpa”.

 

O deputado estadual petista foi condenado em órgão colegiado acusado de crime contra a ordem tributária e também por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, fraude à licitação e formação de quadrilha.

 

A condenação é fruto do escândalo que ficou conhecido como a Máfia das Sanguessugas, em 2006. O deputado recorre em instâncias superiores da Justiça.

 

João Grandão foi sentenciado a ressarcir os cofres públicos pelo dinheiro desviado, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente, suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 9 anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de dez anos em 2017.

 

Contra o pedido de impugnação, a defesa do deputado alegou que a “Lei da Ficha Limpa” é inconstitucional e que “é necessário o trânsito em julgado das decisões penais condenatórias para que sejam produzidos os efeitos da lei da ficha limpa”.

 

Os argumentos, porém, não foram suficientes para garantir o registro da candidatura.

 

O relator do processo, o juiz eleitoral Cezar Luiz Miozzo, rebateu todos os pontos apresentados e INDEFERIU o pedido. O voto foi seguido por unanimidade pelos colgas da Corte.

 

Atualmente, a defesa de João Grandão recorre do indeferimento.

 

Outros barrados

 

A Justiça Eleitoral vetou a candidatura de mais 11 (onze) postulantes a deputado federal e deputado estadual.

 

Alexandra Loureiro (Pode), Coronel Julio Komiyama (PTC), Danilo Terena (PHS), Eleudes Celestina (PSC), Eliane Recalde (Pode) e Gibasan Hassan (PSD) tentavam disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa.

 

Enquanto Aguilera Guarani (MDB), Leyde Pedroso (PSB), Roberto Durães (PSL), Valdinei Souza (PV) e Wagner Dos Santos (REDE) buscavam vaga na Câmara dos Deputados em Brasília (DF).

 

Fonte: Midiamax

Jornalista: Richelieu Pereira

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MS: GIOVANA VARGAS é cogitada para assumir a Secretaria Estadual de Cultura

26.10.2020

1/18
Please reload

Juiz “INDEFERE” candidatura de SÉRGIO HARFOUCHE

27/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload