Partido de Odilon pede ao TSE nova eleição de 1° turno sem Bolsonaro

21/10/2018

PDT decidiu entrar com a ação após uma reportagem denunciar um esquema de disparo de fake news contra Haddad; serviço foi 'comprado' por empresários apoiadores de Bolsonaro.

O PDT, partido do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, Odilon de Oliveira, pediu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) uma nova eleição de primeiro turno, mas dessa vez sem a participação de Jair Bolsonaro (PSL).

 

Conforme divulgado pelo G1, o partido decidiu entrar com a ação no TSE após a veiculação de uma reportagem que denunciou um esquema de fake news, onde empresários apoiadores de Bolsonaro contrataram serviço de envio em massa de mensagens contra o candidato do PT, Fernando Haddad. As mensagens eram enviadas via WhatsApp.

 

Segundo a lei eleitoral, desde 2015 empresas estão proibidas de fazer doação para campanha. 

 

No primeiro turno das eleições, Ciro Gomes, candidato do PDT, ficou em terceiro lugar com 12,4% dos votos. O segundo turno será realizado no dia 28 entre Bolsonaro e Fernando Haddad.

 

Em Mato Grosso do Sul, Odilon de Oliveira foi contra a decisão do partido e anunciou apoio a Bolsonaro. 

 

Fonte: Topmidianews

Jornalista: Kerolyn Araújo

Foto: André de Abreu

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: LENILSO CARVALHO (MDB) lidera disputa à prefeitura com 38,90% na estimulada, aponta LONDON PESQUISAS

21.10.2020

1/18
Please reload

A partir do recebimento da denúncia, STJ pode afastar REINALDO AZAMBUJA a qualquer momento

16/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload