Bolsonaro causa polêmica ao postar foto antiga, com idosa falecida para exaltar manifestação

28/05/2019

Internautas denunciaram que a mulher da foto morreu em novembro do ano passado.

Durante as manifestações pró-governo que ocorreram em diversos estados do país, neste domingo (26), o presidente Jair Bolsonaro publicou em seu Instagram e em seu Twitter a imagem de uma suposta manifestante.

 

Uma senhora idosa, vestindo verde e amarelo, enrolada com uma bandeira do Brasil e se locomovendo com a ajuda de um andador. Só que a mulher não era uma manifestante do último domingo. Ela morreu em novembro do ano passado e a foto foi feita em antiga manifestação contra Dilma Rousseff. A questão gerou polêmica na rede.

  

Na legenda da postagem, Bolsonaro escreveu: “Presidente, Ministros, Senadores, Deputados, Governadores, Prefeitos, Vereadores, Juízes: OLHEM A NOSSA RESPONSABILIDADE.”

 

Apesar de dar a entender que a foto era atual, familiares confirmaram que dona Maria Nina Rattes já morreu. A descoberta, feita por internautas, foi rapidamente divulgada na rede, sobretudo por perfis que fazem oposição ao presidente.

 

"Nós concordamos com a responsabilidade do presidente, ministros, deputados, senadores, governadores, prefeitos e juízes com os idosos do país, mas só que a da foto publicada pelo Bolsonaro faleceu em novembro, então podemos contar uma pessoa a menos nas manifestações de ontem", postou o perfil "Mov. Jair Me Arrependi".

 

Uma outro perfil, identificado como @MirelaCastreis, localizou o convite para a missa de 7º dia de dona Nina, que teria sido elaborado por seus familiares. A celebração teria ocorrido no último dia 27/11, na Igreja Nossa Senhora de Copacabana, na Rua Hilário de Gouveia, na Zona Sul da cidade. "Quando eu me sinto meio depre eu venho aqui pra dar risada kkkkkk e ta melhor que o show do Afonso Padilha", escreveu Iago Barbosa, no Twitter.

 

Também no microblog, outra internauta, identificada como Neila, completou: "A criatura está morta!".  

 

Para o neto de Nina Rattes, o advogado Leonardo Rattes Bevilacqua Pinaud Madruga, a postagem foi uma homenagem à sua avó. "Se tratou de uma homenagem do presidente à minha avó, Maria Nina Rattes. Nós, membros da família, nos sentimos envaidecidos pela homenagem do presidente e que foi uma foto tirada com autorização da família, porque nós temos uma certa proximidade com o presidente. Meu pai, professor José Eduardo Madruga foi professor do senador Flávio Bolsonaro. Então, nós ficamos muito orgulhosos e contentes", disse Leonardo, ao ser procurado por O DIA.

 

Leonardo nega que Bolsonaro deu a entender que dona Nina estivesse na manifestação de domingo. "Em nenhum momento ele aborda isso com clareza. Fala da responsabilidade dos políticos com os idosos. E, na minha opinião, ele tem razão visto que grande parte dos aposentados não recebem salário. A gente vive uma crise que assola todo o estado. Inclusive culminou em diversos parcelamentos de salários. Jair tá dando uma mensagem clara de que precisamos enxergar o futuro do país e ter comprometimento com isso", dispara ele, cujo pai foi professor de um dos filhos de Bolsonaro na Universidade Cândido Mendes

 

Fonte: Topmidianews

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: vereador exige a liberação do “CACHOEIRA”

21.10.2020

1/18
Please reload

A partir do recebimento da denúncia, STJ pode afastar REINALDO AZAMBUJA a qualquer momento

16/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload