MARACAJU: confira a dança das cadeiras na Câmara Municipal

06/04/2020

Os vereadores aproveitaram o período da “janela partidária” para trocarem de partidos sem correr o risco de perderem os mandatos.

Em Maracaju, o final de semana no “CENÁRIO POLÍTICO” foi intenso nas articulações dos partidos políticos e contou também com a visita do Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica Eduardo Correa Riedel.

 

 

O saldo "POSITIVO" ficou por conta do MDB, onde o presidente PEDRO PESSATO juntamente com o prefeito MAURÍLIO AZAMBUJA demonstraram força e habilidade política, já que no balanço geral terminou com 05 vereadores no MDB, além de mais 03 vereadores no PATRIOTA, base aliada do prefeito, somando 08 vereadores.

 

 

 

Vale destacar o desempenho do jovem Gustavo Rodrigues Carvalho, presidente do PATRIOTA, aparentemente considerado em Maracaju um partido nanico, mas que ficou com a segunda maior bancada na CÂMARA MUNICIPAL DE MARACAJU, com 03 vereadores.

 

 

O saldo "NEGATIVO" ficou por conta do PSDB que possuía 04 vereadores em sua legenda e encerrou o prazo das janelas partidárias com apenas 02 vereadores.

 

Confira abaixo em que partido está cada vereador:

 

HÉLIO ALBARELLO - MDB – Presidente da Câmara Municipal eleito em 2016 com 934 votos pelo MDB, não mudou de partido e preferiu acreditar na continuidade no projeto político da atual administração de Dr. Maurílio Azambuja através do “PRÉ-CANDIDATO” a prefeito LENILSO CARVALHO ANTUNES.

 

 

NEGO DO POVO – MDB – Vereador campeão de votos em 2016, eleito pelo PSDB com 1155 votos, optou pelo MDB, deixando o PSDB. Segundo o vereador, a sua saída do PSDB ocorreu sem nenhum desgaste, inclusive agradecendo ao Governador Reinaldo Azambuja pelo período que esteve no partido.

 

 

 

 

VERGILIO DA BANCA – MDB - Eleito com 543 votos pelo MDB em 2016, optou por continuar no mesmo partido e buscar a sua reeleição apostando na continuidade da administração Maurílio Azambuja.

 

 

 

JOÃOZINHO ROCHA – MDB - Eleito em 2016 pelo PDT com 891 votos, foi um dos vereadores mais assediados pelo partido do governador, até mesmo devido à sua proximidade com Reinaldo Azambuja. No final o vereador acabou por escolher o MDB.

 

 

 

 

NENÊ DE VISTA ALEGRE – MDB - Eleito em 2016 com 562 votos pelo PDT, e com a dificuldade de alcançar o QUOCIENTE PARTIDÁRIO, devido à impossibilidade de coligação nas proporcionais, o vereador resolveu garantir a sua legenda e disputar por uma vaga no MDB, sendo que no momento é o LÍDER DE GOVERNO na Câmara Municipal.

 

 

PROFESSOR DADA – PATRIOTA - Eleito com 394 votos pelo PSDC em 2016, e com o mesmo dilema para garantir o QUOCIENTE PARTIDÁRIO, o vereador aceitou o convite de Gustavo Rodrigues Carvalho, presidente do PATRIOTA, somando a mais 02 vereadores e se tornando a segunda maior bancada.

 

  

JEFERSON LOPES – PATRIOTA - Eleito pelo PT com 401 votos em 2016, era o atual presidente do PT, porém, encontrando dificuldades para estruturar a sigla e alcançar legenda, não pensou duas vezes e se filiou ao PATRIOTA visando sua reeleição.

 

 

 

 

MARINICE PENAJO – PATRIOTA – Eleita em 2016 pelo PSDB com 1115 votos, é a vereadora que mais faltou sessão no ano de 2019. Ocorre que mesmo a vereadora anunciando em um vídeo na sua rede social Facebook que não é “PRÉ-CANDIDATA” a nada, se filiou ao PATRIOTA

 

 

LAUDO SORRILHA – PSDB – Eleito em 2016 com 842 votos pelo PDT, considerado o campeão de votos proporcionalmente, enfrentou a dificuldade para formação de partido, e por isso, a convite do próprio governador Reinaldo Azambuja retornou ao ninho tucano, PSDB.

 

 

 

 

 

ROBERT ZIEMMAN – PSDB – Em 2016 foi eleito pelo PSDB com 786 votos, esteve com um pé no MDB, mas no final se manteve no PSDB, devido a sua ótima relação com o Governador Reinaldo Azambuja.

 

 

 

 

CATITO - DEM – Eleito em 2016 com 869 votos, era esperado no PSDB, já que tem a sua esposa nomeada no Governo do Estado em cargo comissionado no “VALE RENDA”. Mas, o fato de sua esposa ser nomeada não foi o suficiente para o vereador mudar de partido, pois o mesmo escolheu permanecer no DEM para concorrer à sua reeleição.

 

 

TOTON PRADENCE – DEM - Eleito em 2016 pelo PSB com 479 votos, encontrou a dificuldade de QUOCIENTE PARTIDÁRIO para se manter no PSB, e por isso, optou por migrar para o DEM, já que o mesmo havia assumido compromisso de apoiar a “PRÉ-CANDIDATA“ a prefeita GIOVANA VARGAS, esposa do ex-prefeito CELSO VARGAS (inelegível), além de se manter no grupo do Governador Reinaldo Azambuja.

 

 

ELIANE SIMÕES – PSB - Eleita em 2016 pelo PSDB com 1062 votos, já foi vice-prefeita de Dr. Maurílio Azambuja. A vereadora apostou numa oportunidade para viabilizar o seu nome como “PRÉ-CANDIDATA” a prefeita pelo PSB nas Eleições 2020.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MARACAJU: VILMAR DA ERA DO GELO tem registro deferido pela Justiça Eleitoral

19.10.2020

1/18
Please reload

A partir do recebimento da denúncia, STJ pode afastar REINALDO AZAMBUJA a qualquer momento

16/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload