MARACAJU: empresária e sócia da Rádio FM consta na lista de beneficiários do “AUXÍLIO EMERGENCIAL”

05/08/2020

O nome da empresária e sócia do “JORNAL MARACAJU HOJE” e “RÁDIO CIDADE 104,3 FM”, DAFNE DA VEIGA RIBAS, consta na lista do “AUXÍLIO EMERGENCIAL” no valor de R$ 1.200,00 (um mil e duzentos reais) no mês de junho.

 

Segundo o Portal da Transparência do Governo Federal, DAFNE DA VEIGA RIBAS, recebeu o “AUXÍLIO EMERGENCIAL” no valor de R$ 1.200,00 (um mil e duzentos reais).

 

“AUXÍLIO EMERGENCIAL” é um benefício financeiro pago pelo Governo Federal para garantir uma renda mínima aos brasileiros em situação de vulnerabilidade social, durante o período de emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus (Covid-19), previsto na Lei nº 13.982, de 2 de abril de 2020.

 

O Auxílio é pago em parcelas mensais, no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais), para cada pessoa elegível, sendo possível acumular até dois benefícios por família.

 

A mulher solteira e mãe de crianças ou adolescentes de até 18 anos receberá o Auxílio Emergencial em dobro, R$ 1.200,00 (um mil e duzentos reais) mensal, mesmo que haja outra pessoa elegível na família. (Fonte: ASCOM/CGU)

 

Confira abaixo o nome da empresária e sócia do Jornal Maracaju Hoje e Rádio Cidade 104,3 FM na relação dos que receberam “AUXILIO EMERGENCIAL” no mês de junho.

 

 

No dia 05/08 (quarta-feira), O Cidadão Alerta tentou contato com a empresária DAFNE DA VEIGA RIBAS para questionar se a mesma havia se cadastrado para receber o “AUXILIO EMERGENCIAL” do Governo Federal, porém não tivemos êxito. Portanto, não sabemos se o seu nome foi utilizado indevidamente (sem autorização), por isso, nos colocamos à sua disposição se for o caso.

 

Vale ressaltar que no Brasil existem vários relatos e denúncias de cidadãos que receberam o “AUXILIO EMERGENCIAL” sem terem o direito garantido por lei, além de outros que tiveram seus dados cadastrados de forma indevida (sem autorização) no aplicativo da CAIXA.

 

Por fim, vale lembrar que as informações são todas oficiais e públicas, disponibilizadas pelo Portal da Transparência do Governo Federal, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério da Cidadania é responsável pela gestão e base de dados do programa assistencial.

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

MS: GIOVANA VARGAS é cogitada para assumir a Secretaria Estadual de Cultura

26.10.2020

1/18
Please reload

Juiz “INDEFERE” candidatura de SÉRGIO HARFOUCHE

27/10/2020

1/18
Please reload

mega_fone_cidadão..jpg

RW apresenta Noticiário ao vivo das 19h00 ás 20h00 a partir desta quarta feira

10.4.2019

1/5
Please reload